NOTÍCIAS

24 de abril de 2019

Santa Angela e Espinilho vencem julgamentos em Uruguaiana

Em uma tarde de chuva intensa e pista enlameada no Parque da Pastoril e Agrícola em Uruguaiana (RS), a genética da casa sobressaiu no julgamento de machos da raça Angus ns sexta-feira (26/4). Em uma das disputas mais acirradas do dia, o touro Santa Ângela TEI 441 Unmistakable (box 28) deu o grande campeonato para a Cabanha Santa Ângela, de Frederico Fittipaldi Pons, de Uruguaina (RS). O animal, que foi terceiro melhor macho em Esteio em 2018, chamou atenção do jurado argentino Carlos Ojea por seu equilíbrio e potencial carniceiro. Segundo ele, a categoria Touros Dois Anos foi acirradíssima, mostrando que, apesar da redução no número de animais inscritos para a Expoutono, apresentou-se qualidade de sobras em pista. “Não é fácil encontrar no mundo finais de julgamento de Angus machos consistentes e em condições carniceiras desse nível”, constatou o jurado, pedindo palmas da plateia aos reprodutores que se apresentaram abaixo de forte chuva. A faixa de grande campeão foi entregue pelo presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekanski, e pelo presidente da associação argentina Alfredo Guzmán. “Tivemos aqui uma amostra de alta qualidade do rebanho Angus do Brasil”, pontuou Dzyekanski.
Segundo Pons, é extremamente gratificante conquistar o grande prêmio em casa, o que coroa o trabalho de todo um ano. O criador garante que preparará o touro – que é resultado da importação de um embrião da argentina - para as pistas da Expointer em 2019. Nos planos também está enviar o grande campão para coleta de sêmen.
O título de reservado ficou com o touro Reconquista 2824 Candelero Bismarck (box 27), da Reconquista Agropecuária, de José Paulo Cairoli, de Alegrete (RS). De acordo com o criador, há ótimas projeções para o animal, que ainda tem muito a se desenvolver. “A disputa foi muito boa e acredito que esse é um animal que tem excelentes condições pela frente”. O título de terceiro melhor macho foi para o touro São Bibiano Insight 7811 (box 26), da Cabanha São Bibiano, de Antônio Martins Bastos Filho, de Uruguaiana (RS).
Nas fêmeas, o grande campeonato foi para a Estância do Espinilho, de Roberto Soares Beck, de Cruz Alta (RS). A vitória foi conquistada pela vaca Espinilho Priority 1615 (box 17) que apresentou-se com cria ao pé e foi classificada por Ojea como um exemplar de grande beleza, equilíbrio e muito produtiva. “É uma fêmea soberba, de alto nível”, resumiu. O jurado não poupou elogios ao progresso genético do gado Angus apresentado em Uruguaiana. Segundo ele, é visível o resultado da seleção focado em potencial carniceiro no Brasil e citou as invejáveis medidas de área de olho de lombo dos animais avaliados.
A premiação entusiasmou o cabanheiro da Espinilho Luís Felipe Fagundes, que comemorava a trajetória do ventre. “A primeira vitória desse animal foi aqui em Uruguaiana ainda como terneira. Ela foi premiada na Expointer como novilha menor e, agora, vence o grande campeonato como vaca parida. Esse prêmio é um reconhecimento depois de todas as dificuldades que se enfrentou para chegar até aqui”.
O título de reservada de grande campeã foi para a Cabanha Tellechea, de Ségio Bastos Tellechea, de Uruguaiana (RS) com a vaquilhona menor Emperor Black 2953 Tellechea (box 9). Segundo o presidente do Núcleo Angus Três Fronteiras, Pedro Tellechea, a vitória sinaliza um futuro promissor para o animal, que, mesmo muito jovem, já recebe a chancela de um jurado internacional. “É importante ganhar principalmente em Uruguaiana que é sempre uma praça muito forte para a raça Angus”, completou. A terceira melhor fêmea da Expoutono de Uruguaiana é Reconquista MG 2867 Brasa Zeloso Cand (box 11), da Reconquista Agropecuária, de José Paulo Cairoli, de Alegrete (RS).
Tellechea vence nos Rústicos
No julgamento de rústicos, realizado na manhã de sexta-feira, a Cabanha Tellechea, de Sérgio Bastos Tellechea, de Uruguaiana (RS) sagrou-se campeã com lote de terneiras do box 001 (tatuagens 3061, 3045, 3041 e 3073) que encantou o jurado Carlos Ojea. O segundo melhor trio é o do lote 2 (tatuagens TE3533, TE3529 e TE3516) da cabanha Rincon del Sarandy,de Ignacio Tellechea, de Uruguaiana (RS), que também levou para casa o título de Melhor Fêmea PO com o animal de tatuagem TE3533.

Fotos e texto: Julgamento Angus em UruguaianaCrédito: Carolina Jardine\ABA

 

 

 

 

 

EXPOFEIRA DE URUGUAIANA

 

 

 

 

 

EXPOUTONO

 

 

 

 

 

 

NESPRO 

 

 

 

 

 

 

 

NOITE DA PECUÁRIA

 

 

 

 

 

REMATES